MPF/TO obtém condenação de servidora pública que recebia indevidamente do Bolsa Família

01/09/2014 09:39 - Responsável pela administração do sistema Cad-único no município de Aparecida do Rio Negro, servidora inseriu indevidamente seu nome no rol dos beneficiários.

Cuidado com e-mails falsos! O MPF não envia e-mails para intimar, notificar ou comunicar qualquer procedimento investigatório. Recomendamos que as pessoas não abram os anexos desses e-mails, não cliquem nos links e que os apaguem imediatamente.

Sala de atendimento ao cidadão

Concurso 2014 para estágio de nível superior e médio

Disputa desigual não é legal

Ouvidoria do MPF

Controle externo da atividade policial

Programa de gestão ambiental

Comitê Executivo para Monitoramento das Ações da Saúde no Estado do Tocantins - CEMAS/TO

Consulta Processual

TRF 1 Região - Seção Judiciária Tocantins

Consulta Judicial e Extrajudicial